3 dicas ao usar tapetes na sua decoração

O tapete é um tipo acessório cheio de utilidades: pode dar mais personalidade e aconchego à sua casa, definir ambientes, melhorar a acústica e a sensação térmica. Além de proporcionar muito conforto, os tapetes também permitem uma incrível flexibilidade de estilos e enriquecem o visual dos cômodos da casa. A importância de um tapete é tanta que algumas pessoas sentem suas casas “nuas” quando não tem algum como parte da decoração, principalmente no período de inverno ou dias mais frios, pois o acessório ajuda a tornar o ambiente mais agradável. 

Apesar desses atributos, no entanto, é preciso tomar alguns cuidados antes de comprar a peça. Isso evitará que o visual não fique em harmonia com os outros elementos do ambiente, por exemplo. Por isso, preparamos algumas dicas que irão te ajudar neste momento. Confira:

Tamanho

O primeiro passo é se atentar ao tamanho do tapete e como você vai encaixá-lo em seu ambiente. Para descobrir  o tamanho dos tapetes ideal para o ambiente é preciso se basear na medida dos mobiliários e dos cômodos. “Quando ele está sendo usado para definir um ambiente, deve ficar de 15 cm a 20 cm maior que a área que está demarcando”, sugerem alguns profissionais. Abaixo do sofá, ele deve entrar cerca de 10 cm, mas se o móvel for encostar na parede, pode ser um pouco mais. No caso de algumas  poltronas, é ideal que ela fique inteira sobre o tapete. Para salas de jantar, é preciso calcular o espaço necessário para manejo da cadeira para que ele não atrapalhe o manejo das mesmas. 

Formato

O formato do tapete vai depender muito do seu gosto e do espaço que dispõe dentro dos cômodos que pretende criar a decoração.

Mas existem algumas regras que são recomendadas a seguir. Se você possui um ambiente mais amplo, por exemplo, opte pelos tapetes quadrados e retangulares que irão harmonizar melhor com o local e terão uma aparência mais clássica. E se você tem uma casa menor, pode optar pelos redondos, que possuem um atrativo mais divertido e trazem um ar moderno e combinam bem com lugares pequenos.

A espessura também é um fator importante. Em locais como sofá ou mesa de jantar, você pode optar pelos mais grossos que proporcionarão conforto aos pés e até mesmo deixar o ambiente mais quentinho para aquele dia frio que você só quer ficar deitado assistindo um filme, sabe? Em ambientes de muita circulação, porém, opte pelos modelos mais finos, que não atrapalham o caminhar e até mesmo juntam menos sujeira e danificam menos, pois os tapetes mais grossos precisam de uma manutenção maior e mais delicada. Isso pode atrapalhar a vida dos moradores que possuem problemas alérgicos ou respiratórios ou dificuldade de locomoção.

Como combinar

Para combinar os tapetes em ambientes integrados, é mais indicado que uma peça tenha mais personalidade que alguns outros itens do local, enquanto a outra siga um estilo mais neutro. Isso vai ajudar a acentuar determinados detalhes que você julga interessante para seu estilo de decoração favorito. Por exemplo: se a sua sala possui um sofá em uma cor vibrante, opte por um tape de cor neutra simples como um cinza ou branco, para que o ambiente não fique com muita poluição visual.

A combinação de estampas diferentes talvez seja o maior medo das pessoas na hora compra. A dica aqui é: não tenha medo! Acima de tudo, a decoração do cômodo deve refletir a personalidade de quem mora ali. E se houver equilíbrio e coerência, é possível sim montar combinações sofisticadas com modelos e padrões distintos.

Gostou das dicas? Acompanhe outras dicas como essa aqui em nosso blog!

Talvez você também goste